Rss Youtube Facebook Twitter Instagram LinkedIn
Blog AndersonBrandao.com.br

sexta-feira, 4 de janeiro de 2019

Teste de marshmallow




O ano novo chegou e agora, algumas semanas já se passaram em janeiro e eu pergunto a quantas andam suas resoluções e promessas de ano novo? Lógico, estou falando daquelas de curto prazo: controlar a alimentação, fazer mais exercícios, começar aprender uma nova língua. É curioso como algumas pessoas conseguem seguir em frente com as resoluções de ano novo, enquanto outras acabam desistindo cedo e voltam ao comportamento anterior. Seria esse poder determinista algo que algumas pessoas nascem com ele ou isso é algo que pode ser ensinado.

quarta-feira, 21 de novembro de 2018

Horário das refeições pode influenciar na perda de peso




Um novo estudo do Brigham and Womens Hospital (BWH), localizado em Boston, em parceria com a Universidade de Múrcia (Espanha) e Universidade de Tufts (EUA), revelou que quando estamos seguindo uma dieta não devemos nos preocupar apenas com o que comemos, mas também quando realizamos as refeições.

A maioria dos programas de emagrecimento foca em um equilíbrio entre a ingestão calórica e o gasto energético, porém a nova pesquisa mostrou que a hora em que se come é o que realmente influencia. Os pesquisadores acompanharam 420 participantes com excesso de peso que seguiram um programa de 20 semanas na Espanha.

Os participantes foram divididos em dois grupos. O primeiro grupo almoçava antes das 15h, e o outro, após esse horário. Todos seguiram uma dieta de estilo mediterrâneo, composta por proteínas magras, frutas, vegetais e gorduras saudáveis, como azeite de oliva. Durante as primeiras semanas do estudo, todos os participantes emagreceram basicamente na mesma taxa.

A partir de cinco semanas, a perda de peso dos comedores tardios diminuiu e permaneceu menor. No final do estudo, os tardios tinham perdido 22% quilos a menos do que os participantes que comeram no início do dia, além de ter menor sensibilidade à insulina, fator de risco para o diabetes.

sexta-feira, 16 de novembro de 2018

Fazendo tudo certo e mesmo assim não perde peso?


São três os motivos pelos quais você não está fazendo tudo certo, apesar de achar que está.

Motivo 1: Acreditar que emagrecer é só dieta e exercício;

Dieta e exercício são apenas um lado da moeda no processo de perda peso e o outro lado pode  até ser mais importante. As quatro áreas que devem ser focadas nesse processo são:

#1 – Hábitos de vida mais ativo
#2 – Dieta
#3 – Exercícios programados (exemplo: academia)
#4 – Controle emocional

quarta-feira, 31 de outubro de 2018

Prepare-se para o verão – Ainda dá tempo!


O verão está está chegando e você ainda não atingiu a velha meta de enxugar uns quilinhos ao longo do ano? Calma, saiba que ainda dá tempo de reajustar os seus hábitos e melhorar o shape para o verão sem a necessidade de dietas malucas e rotinas desumanas de exercícios.

Nesse post, reuni os principais fundamentos da Metodologia Anderson Brandão de Emagrecimento que já ajudaram mais de 300 clientes a conquistarem resultados positivos.

1Fique mais ativo
O seu dia tem 24 horas e durante cerca de 8 horas você está (ou deveria estar) dormindo.  E como são as outras 16 horas? Se você passa mais da metade dessas horas sentado, sinto informar que você está sedentário. Nesse cenário, mesmo que você faça 1 hora de atividade física por dia, os malefícios acumulados do sedentarismo não são combatidos com apenas 1 hora de atividade física. A recomendação é movimentar-se mais: troque o elevador pela escada, fique mais tempo em pé, ande mais. O movimento do corpo gasta mais energia, aciona a musculatura, drena as toxinas e ainda estimula o cérebro.

segunda-feira, 22 de outubro de 2018

Ciclo de carboidrato para perder gorgura - segunda parte


Por Jill Coleman (tradução Renata Souza, revisão Anderson Brandão)

Insulina? O que ela tem a ver, você pode estar se perguntando.  Como se viu ela tem um pouco a ver sim.

PORQUE O CICLO DE CARBOIDRATOS FUNCIONA

O ciclo de carboidratos é mais uma estratégia hormonal do que uma estratégia calórica. Variar o consumo de carboidrato influencia muitos hormônios que determinam a composição corporal.

Insulina: O hormônio que armazena gordura e da construção muscular.

Quando consumimos carboidratos, a insulina é lançada na corrente sanguínea para ajudar o maquinário metabólico a levar os carboidratos até o fígado para serem usados como energia mais tarde, ou até as células musculares para serem armazenados. Esses depósitos para armazenar carboidratos são finitos. Quando eles ficam completos, isso acontece quando consumimos muito carboidrato, eles são metabolizados e estocados como gordura. 

Ciclo de carboidrato para perder gordura - primeira parte



Por Jill Coleman (tradução Renata Souza, revisão Anderson Brandão)

Você quer perder os últimos 7 kg? Ao controlar a sua ingestão de carboidratos – e os seus hormônios - você pode chegar lá.

Entre os números de dietas com poucos carboidratos e estudos ligando o consumo de carboidratos processados com obesidade e doenças crônicas, os carboidratos viraram a ovelha negra no mundo da nutrição. Vamos deixar uma coisa clara: O alto consumo de carboidratos PROCESSADOS afeta o sistema hormonal do corpo humano, levando à inflamações e acúmulo de gordura em excesso.
Feed